Consumo de energia cai durante jogo do Brasil e registra pico após o fim da partida, diz ONS



Consumo de energia em dia de jogo entre Brasil e Sérvia (Foto: Divulgação/ONS)

Nesta quarta-feira (27), o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) registrou uma redução no consumo de energia nos momentos que antecediam o começo do jogo do Brasil contra a Sérvia. Já depois do término da partida, o consumo apresentou um pico de crescimento.

O movimento, segundo o órgão, é típico de dias de jogos da seleção brasileira na Copa. A tendência inclui ainda um aumento do consumo no intervalo dos jogos, mas logo após o início do segundo tempo a queda é retomada.

O nível de consumo de energia já começou o dia 1,3 mil Megawatts (MW) abaixo do esperado para uma quarta-feira normal. Momentos antes do início do jogo, o consumo começou a diminuir, com redução de mais de 7,7 mil MW em menos de duas horas.

No intervalo, o ONS registrou um pequeno pico de crescimento no consumo, de 2,1 MW, mas logo após o início do segundo tempo a carga voltou a cair. Com o final da partida, as pessoas voltam a consumir mais energia e foi registrado um crescimento de 6,2 mil MW em apenas 20 minutos.

Jogos anteriores

O movimento desta quarta foi semelhante ao que aconteceu nos dois jogos anteriores. No dia 17, domingo em que o Brasil estreou contra a Suíça, o ONS registrou, nas primeiras horas do dia, um consumo 1 mil MW acima da média para um domingo normal. Mas, meia hora antes do início da partida, houve uma forte redução de 2,1 mil MW.

No intervalo, houve um pico de crescimento de 2,6 mil MW, até uma nova redução de carga com o início do segundo tempo. Depois que o jogo terminou, o ONS registrou então um disparo de 6,1 mil MW no consumo em um intervalo de 30 minutos.

Um movimento parecido aconteceu no dia 22, uma sexta-feira, quando o Brasil jogou contra a Costa Rica. Houve a redução no consumo antes do jogo, com pico de crescimento no intervalo, recuo no começo do segundo tempo e disparada ao final do jogo.

No entanto, a diferença é que, no dia 22, nas primeiras horas o dia o consumo de energia estava 3,3 mil MW abaixo do que seria esperado para uma sexta-feira normal.

Antes do início do jogo, a redução no consumo foi de 2.979 MW em meia hora. No intervalo, houve crescimento de 3 mil MW, e após o começo do segundo tempo houve nova redução de 1.634 MW. Com o final da partida, a disparada no consumo foi de 7,8 mil MW em 22 minutos.

O ONS diz que foi elaborado um plano especial de operação do Sistema Interligado Nacional, "com grau adicional de segurança", para o período da Copa do Mundo.

Segundo nota do órgão, essa operação começa duas horas antes dos jogos do Brasil e termina duas horas após cada partida. A cerimônia de encerramento da Copa também deve repetir o esquema.

Fonte: G1



Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário