Sindicato trata reunião como frustrante e paralisação em Juazeiro do Norte continua



Reunião entre SISEMJUN e governo Municipal de Juazeiro do Norte com mediação do Ministério Público do Estado do Ceará (Foto: Reprodução/Roberto Bulhões)
Em 21/05/2018 às 17:20

Representantes do Sindicato dos Servidores Públicos de Juazeiro do Norte (SISEMJUN) participaram de reunião com membros do governo Arnon Bezerra (PTB), mediado pelo Ministério Público (MP), na manhã/tarde desta segunda-feira (21). De acordo com presidente do sindicato, Marcelo Alves, a reunião foi frustrante. 

Os servidores, em greve geral desde o último dia dois de maio, esperavam do Poder Executivo propostas para finalizar a paralisação e voltar aos postos de trabalho. 

Em entrevista ao site Miséria, Marcelo Alves revelou pontos da reunião e afirmou que o município não atendeu as reivindicações do sindicato e tampouco fez contrapropostas que atendesse as aspirações das categorias.

Em relação ao reajuste, nada de novo foi apresentado. Apenas sobre o reajuste salarial complementar para repor as perdas de 2016 e 2017, onde aproximadamente 900 servidores tiveram perdas salariais, o governo quer pagar o ano de 2016 e deixar para 2019 as perdas de 2017.

Reunião entre SISEMJUN e governo Municipal de Juazeiro do Norte com mediação do Ministério Público do Estado do Ceará (Foto: Reprodução/Roberto Bulhões)


O governo ainda propôs alterar a legislação e reestruturar os salários de apenas 5 servidores. "Em relação ao grosso de quem está em greve não foi apresentada proposta", exclamou o presidente.

Sobre as pautas específicas também não houve avanços. Amanhã, terça-feira (22) deve acontecer uma reunião com membros da secretaria Municipal de Saúde. Na quarta outro encontro com a mediação do MP. 

Por João Boaventura Neto

Miséria.com.br

Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário