Jorge Kajuru revela que sumiu por ter recebido ameaça de morte

O jornalista Jorge Kajuru, que reapareceu na madrugada desta segunda-feira, 4,  após ter sido anunciado como desaparecido na noite do último sábado, 2, conversou com o EGO e explicou o caso. "Não fui sequestrado. Estou ótimo. Sem nenhum machucado. A única coisa que aconteceu foi que eu sumi depois de ser avisado que estava ameaçado de morte", limitou-se a dizer Kajuru.

Segundo o assessor de imprensa do jornalista, Marco Paim, ele está em São Paulo e passa bem. Em sua conta oficial no Twitter, Kajuru disse: "E vou desaparecer toda vez que eu sentir o risco real. Grato imprensa nacional. Vocês fazem coronéis ter medo de matar um defunto nacional".

Em seguida, o repórter fez uma denúncia no microblog sem citar nomes: "Em Goiás, se matou um jornalista no centro com 7 tiros. Queriam que eu ficasse cara a cara com jagunços de bicheiro e político frios. Escondi mesmo".

Mais cedo, nas redes sociais, Kajuru agradeceu o apoio e a preocupação dos amigos e disse que vai depor ainda nesta segunda no Ministério Público. Ainda de acordo com seu assessor, ele soube notícias de Jorge durante a manhã, quando o jornalista enviou uma mensagem para o celular dele para tranquilizá-lo. "Por enquanto, é só isso que podemos divulgar", informou o porta-voz de Kajuru.

"Grato Deus, Abel, Jussara,  Claudio, policiais Neto, e Michel e Alexandre. Vou depor tudo hoje no MP aos Drs. Krebs  e Mário Lúcio. Por mais que devo e agradeço aos amigos da imprensa, primeiro vou contar detalhes pra justiça e sem show. Vida! Duro é passar o que passei, e ter que ouvir certos comentários aqui. Mas nada mais me derruba, nem a morte. Beijos aos de bem", declarou o jornalista em seu perfil oficial no Facebook.

Delegado responsável pelo caso ainda não foi informado do reaparecimento
O EGO apurou com a Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) do Estado de Goiás que a notícia do reaparecimento do jornalista Jorge Kajuru ainda não foi informada ao delegado Valdemir Pereira da Silva, responsável por investigar o caso de desaparecimento do jornalista. "Que bom que ele está bem. Mas estou sabendo dessa notícia agora por você", admitiu o delegado.

Valdemir ainda contou que o boletim de ocorrência do desaparecimento de Kajuru tinha acabado de ser feito e, mesmo com o seu reaparecimento, o jornalista terá que prestar depoimento no setor de anti-sequestros e pessoas desaparecidas. "Nós que registramos o desaparecimento por conta própria porque nenhum membro da família ou representante dele nos procurou para registrar o boletim. Fomos informados do desaparecimento pela imprensa", contou o delegado.

Ex-colega de trabalho de Jorge Kajuru, Milton Neves desconfia do sumiço
Em conversa com o EGO, Milton Neves, que já foi colega de trabalho de Jorge Kajuru como comentarista esportivo em uma emissora de televisão, desconfiou da notícia de desaparecimento do repórter ao saber da informação. "Armação. Mais uma. Sei não. Com ele tudo pode. Mas tomara que não suma e tenha muita saúde", desejou o jornalista.

Notícia do desaparecimento

A notícia dando conta do desaparecimento do jornalista Jorge Kajuru ganhou repercussão na internet e deixou amigos preocupados. As primeiras informações começaram a circular ainda na madrugada do domingo, 3, após um post feito no Twitter por um suposto produtor e roteirista de Kajuru. Pela manhã, o EGO tentou entrar em contato com o número divulgado no post, mas as informações ainda estavam desencontradas.

A pessoa responsável pelo post respondeu - através de um aplicativo de mensagens - que era um "amigo e irmão" de Kajuru. Segundo ele, que se identificou apenas como Cláudio, o jornalista - que vive em Goiania - não dava notícias desde quinta-feira passada, dia 29. "Ele está desaparecido mesmo. Sabe como você está vivendo como se fosse um filme?", escreveu ele, antes de emendar: "Ele me falou que estava com medo. Do pessoal de Goiânia. São da máfia".
Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário