Após reunião, São Paulo recua da ideia de pedir anulação do jogo

A diretoria do São Paulo foi à sede da CBF, no Rio, nesta segunda-feira, para uma reunião em que discutiu sobre a arbitragem dos jogos no Campeonato Brasileiro. Um dia após uma atuação tumultuada do árbitro Vinícius Furlan na derrota para a Ponte Preta, os dirigentes apresentaram críticas aos trabalho recentes, mas recuaram da ideia de pedir a anulação da partida realizada em Campinas.

O diretor-executivo de futebol do clube, Gustavo Vieira de Oliveira, e o diretor de futebol, José Jacobson, foram recebidos na sede da CBF pelo presidente da entidade, Marco Polo Del Nero, pelo vice, Coronel Nunes, e também pelo presidente da comissão de arbitragem Sergio Corrêa.

O clube apresentou críticas sobre diferentes critérios da arbitragem, exageros na condução das partidas, despreparo dos árbitros para se imporem dentro de campo e questionou o nível dos juízes. A CBF ouviu os comentários e prometeu ao dirigentes analisar o que pode ser feito.

O São Paulo tomou a decisão de ir à CBF ainda na noite de domingo, depois da derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta, em Campinas, pelo Campeonato Brasileiro. Na partida, o árbitro primeiramente deu cartão amarelo ao lateral Matheus Reis por falta em Matheus Jesus, mas mudou de ideia e resolveu expulsar o são-paulino após verificar uma lesão na perna do jogador da Ponte Preta.

O cartão vermelho aos oito minutos de jogo revoltou o São Paulo. O técnico Edgardo Bauza invadiu o campo para reclamar e também foi expulso. Com um a menos, o time perdeu com um gol de Clayson, sofrido já no segundo tempo. A atuação do árbitro chegou a fazer o São Paulo pensar na anulação da partida. O plano acabou cancelado pela dificuldade em conseguir um parecer favorável.

 

Fonte:estadao

Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário