Justiça decreta prisão de vigia que ejaculou em mulher em ônibus em SP

Juíza atendeu o pedido do Ministério Público (MP) e configurou o crime como estupro

Justiça decreta prisão de vigia que ejaculou em mulher em ônibus em SP

vigia que ejaculou em uma mulher em um ônibus no Imirim, Zona Norte de São Paulo, foi condenado a prisão preventiva nesta quarta-feira (28).

De acordo com o G1, a juíza Renata Carolina Cazimiro Braga atendeu o pedido do Ministério Público (MP) e configurou o crime como estupro. A audiência de custódia foi realizada no Fórum da Barra Funda, na Zona Oeste, nesta quinta.
O vigia Rafael Anselmo Alves Lopes, de 31 anos, colocou o pênis para fora da calça, segurou a cintura da vítima e começou a se esfregar. Ela contou que tentou se desvencialhar, mas o vigia não deixava.
O motorista do ônibus chamou a polícia e o homem foi preso e encaminhado ao 38º Distrito Policial, na Vila Amália. O suspeito disse que pegou o ônibus decidido a cometer o crime, pois precisava satisfazer seus anseios sexuais, mas negou ter segurado a mulher.
Rafael foi indiciado por violência sexual mediante fraude. A polícia pediu ainda que o suspeito passasse por exame de sanidade mental, já que ele já tinha cometido crime semelhante em 2015, num vagão do metrô.
Noticias ao Minuto
Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário