Após dois atentados à bala Valdones foi assassinado esta noite em Juazeiro do Norte



Valdones tinha sido vítima de atentados à bala em abril e agosto deste ano. (Foto: Arquivo/Agência Miséria)

Após escapar de duas tentativas de homicídios em Juazeiro do Norte, o jovem Francisco Valdones Neves Cavalcante, de 23 anos, que residia no bairro Aeroporto, foi assassinado a tiros na cabeça por volta das 18 horas desta segunda-feira. Ele passava pela Rua Delmiro Gouveia (Santa Tereza) quando foi surpreendido pelos disparos num local bastante ermo. A polícia foi lá, mas não conseguiu informações sobre a autoria delitiva.

Ele era usuário de drogas e respondia por dois crimes de violência doméstica, dois furtos, assaltos e outros crimes praticados em Floriano (PI). Na noite do último dia 6 de abril, Valdones foi baleado no tórax quando se encontrava na Vila Dom Bosco perto da Rua José Marrocos no mesmo bairro e escapou no Hospital Regional do Cariri. Já no dia 10 de agosto foi novamente baleado no tórax quando passava no cruzamento das ruas Delmiro Gouveia e José Marrocos (Santa Tereza) por "Andrezinho" que fugiu.

Uma das prisões de Valdones aconteceu no dia 3 de novembro de 2015 ao ser flagrado praticando furto na Loja Freitas e terminou levado à delegacia. Já no dia 18 de setembro de 2016 voltou a ser preso num imóvel na Rua São Damião (Santa Tereza) juntamente com Nilmara Ferreira dos Santos, de 26 anos. Em poder deles foram encontradas cerca de 120 pedras de crack, um revólver calibre 38, sete cartuchos intactos, quatro papelotes de maconha e um celular.

Mais recentemente, no dia 28 de fevereiro, ele foi preso perto da Rodoviária de Juazeiro pelo Grupo Tático Motorizado (GTM) da Guarda Civil Municipal. Naquela data, disse ser morador de rua e tinha acabado de ser flagrado abordando um mototáxi quando já estava com alguns pertences da vítima no caso um celular e a carteira com dinheiro e documentos. Valdones tinha em seu poder uma faca com a qual ameaçou a vítima.



Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário