Após decisão do Senado, agentes de trânsito de Juazeiro se preparam para obter porte de arma


Após decisão do Senado, agentes de trânsito de Juazeiro se preparam para obter porte de arma (Foto: Reprodução)


O plenário do Senado decidiu na tarde desta quarta-feira (27), que agentes de trânsito poderão portar armas de fogo durante o serviço. O projeto de lei (PLC 152/2015) de autoria do ex-deputado federal Tadeu Filippelli (PMDB-DF) prevê que guardas municipais nessa função também terão o mesmo direito. O projeto segue para sanção presidencial.

Em Juazeiro do Norte, a notícia foi recebida com entusiamo pelo Departamento Municipal de Trânsito (DEMUTRAN) e pela Secretaria de Segurança Pública e Cidadania. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB-Lei 9.503/1997), prevê que o "agente da autoridade de trânsito" é toda pessoa, civil ou policial militar, credenciada pela autoridade de trânsito para o exercício das atividades de fiscalização, operação, policiamento ostensivo de trânsito ou patrulhamento.

OPINIÕES

O diretor do DEMUTRAN, Pedro Cipriano, informou que nem todos os 92 agentes estarão aptos a portar a arma de fogo, apesar do entusiamos da categoria. Cipriano destacou que "todos passarão por um processo de treinamento e acompanhamento da assistência social. "É provável que alguns agentes fiquem chateados mas aqueles que costumam beber, por exemplo, já estão fora do grupo que será armado", finalizou. A primeira palestra educativa destinada aos agentes ocorre na próxima terça, 3. 

O Secretário de Segurança Pública Hamilton Macedo Costa, citou um caso similar, no qual a Guarda Civil do município se prepara para receber o porte de armas. Ele destacou o treinamento prévio e disse ainda não conhecer de perto o texto que trata dos agentes de trânsito, mas "tende a concordar com a medida, já que o DEMUTRAN detêm poder de policia". 

Um empresário de Juazeiro também é favorável à ideia, "desde que todos os que portarem armas de fogo passem por severos testes psicológicos e sejam reciclados a cada ano. 

Já o vereador Demontier Agra (PPL), que também é Guarda Civil, é contra a medida. "Demutran é para fiscalizar o trânsito, não é armado que irá diminuir a violência", disse.


Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Miséria.com.br
Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário