Acusado de homicídio em Juazeiro foi morto agora há pouco com vários tiros na cabeça


"Léo" foi assassinado com vários tiros na cabeça no bairro Tiradentes (Foto: Reprodução)

Mais um caso de execução sumária foi registrado no início da tarde desta segunda-feira na Rua Coronel José Xandu (Tiradentes) em Juazeiro do Norte. O ex-presidiário José Leonardo Guilherme dos Santos, de 25 anos, que era conhecido por "Léo" e residia na Rua São Lázaro (Triângulo) foi morto com vários tiros na cabeça. Ele passava naquela via do bairro Tiradentes quando foi surpreendido pelos disparos efetuados por dois homens que fugiram numa motocicleta.

Segundo a polícia, Léo era usuário de drogas e respondia por crimes de homicídio, ameaças, lesão corporal e furto. O homicídio atribuído a ele foi praticado no dia 19 de junho de 2011 tendo como vítima Emerson Augusto da Silva, de 23 anos, que morava na Rua Aécio Bezerra Mariano. Os dois estavam numa bebedeira na Rua Francisco Antonio Mourão na Vila Nova (Pedrinhas), quando começaram a discutir e Léo apanhou uma faca desferindo um único golpe que causou a morte do colega de farra.

O Inquérito Policial que apurou esse homicídio foi protocolado no dia 20 de setembro de 2011 na 1ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro para responder Ação Penal de Competência do Júri. Entretanto, tudo parou em 2014 com a devolução do IP 679/2011 para novas diligências. Já na noite do dia 10 de março de 2014 ele foi preso em sua casa, na Rua Aldinha Barbosa (Pedrinhas), com uma faca ameaçando de morte o seu cunhado Alisson Rodrigues Gonçalves, de 29, e sua própria irmã Maria Fabiana dos Santos, de 27 anos, companheira de Alisson.

No dia 10 de fevereiro de 2016 policiais militares voltaram a prender Léo sob a acusação de furtar uma carteira com R$ 2 mil do interior de um carro. O crime foi filmado e o acusado terminou identificado e preso em sua casa na Rua São Lázaro, onde os PMs encontraram maconha. Já na 2ª Vara da Comarca de Barbalha foi protocolado, no último dia 14 de junho, um TCO (Termo Circunstancial de Ocorrência) que o aponta como autor de ameaça de morte contra Wilson Samuel de Oliveira Silva.

Este foi o décimo homicídio do mês de setembro em Juazeiro e o 106º do ano no município. No último dia 14 dois homicídios tinham ocorrido em Juazeiro, sendo o primeiro a pauladas no início da tarde contra o morador de rua, Damião de Jesus, de 46 anos, em frente à Biblioteca Pública Municipal, e o outro no começo da noite vitimando o torneiro mecânico Adilanio Oliveira da Silva, de 32 anos, morto a tiros na Avenida Paulo Maia no bairro Salesianos.



Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário