Cuca entende vaias, aprova atuação e explica reserva de Felipe Melo



Além do empate neste domingo, em seu retorno ao Palmeiras, Cuca soma três vitórias e três derrotas (Foto: Reprodução)

A tarde foi ruim para o palmeirense. Com o empate sem gols frente ao Atlético-MG, o Verdão chegou a três partidas sem vitória e foi vaiado pelos pouco mais de 34 mil torcedores presentes no Estádio Palestra Itália. Para o técnico Cuca, as reclamações dos fãs são compreensíveis pelos últimos resultados da equipe.

"Entendo a torcida dar uma vaiada porque não vencemos. Vocês viram que jogamos contra uma das grandes equipes do campeonato e mandamos no jogo. Criamos diversas oportunidades, fomos organizados, não demos contra-ataque. Se terminasse 1 a 0, a bola do pênalti tivesse entrado, estariam todos felizes. É o detalhe de não ter vencido", afirmou o treinador.

Além do empate neste domingo, em seu retorno ao Palmeiras, Cuca soma três vitórias e três derrotas. Após dois triunfos consecutivos contra Vasco e Internacional, o Verdão conseguiu apenas um resultado positivo (contra o Atlético Tucumán-ARG, pela Copa Libertadores). Já são três partidas sem vitória.

Se a tarde foi ruim para todos os alviverdes, foi ainda pior para Felipe Melo. O volante, antes titular absoluto, perdeu a posição para Thiago Santos e ficou apenas no banco de reservas. Na entrevista coletiva, o treinador preferiu exaltar o trabalho do substituto à explicar a ausência do camisa 30.

"Thiago Santos nos dá uma consistência grande de cobertura por ambos os lados, tem muito vigor físico e evoluiu nos passes. É um jogador que gosto muito. Com ele, liberamos mais os laterais, adiantamos o Guerra, Tchê Tchê… O Felipe é um jogador profissional, serve ao Palmeiras da melhor forma. Quando a gente entender necessário, vamos utilizar. Ele, Zé, Fabiano, Jean… Isso é natural do profissionalismo. Lógico que eu converso e explico porquê tirei. O jogador tem de buscar recuperar a titularidade e quem está dentro tem de se manter. É assim que se sobe de nível", completou.

Vindo de derrotas contra São Paulo e Internacional, Cuca modificou completamente o time do Palmeiras para o confronto. Além de Felipe Melo, sem Jean e Dudu, por problemas físicos, o treinador ainda sacou Zé Roberto e deixou Borja no banco de reservas, escalando Egídio e Willian, respectivamente.Com o resultado, o Atlético-MG abre a zona de rebaixamento do Brasileirão com apenas três pontos ganhos após quatro rodadas e ainda sem conseguir vencer. Já o Verdão tem apenas um ponto a mais e está próximo do Z4.

Sem descanso, o Palmeiras volta a campo já na próxima quarta-feira, quando visita o Coritiba, às 19h30 (de Brasília), no Estádio Couto Pereira. No mesmo horário, o Atlético-MG recebe o Avaí no Estádio Independência.

 

gazetaesportiva



Livre de vírus. www.avast.com.
Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário