CE tem 800 mil queixas relacionadas à energia


Entre as dificuldades ocorridas ontem, na Capital, estão falhas em semáforos de inúmeras vias em vários bairros(Foto: FOTO: JOSÉ LEOMAR)


 

Fortaleza e Região Metropolitana registraram ontem o primeiro apagão elétrico de 2017. Moradores de pelo menos 19 bairros da Capital e do município de Caucaia relataram quedas de energia pela manhã e no início da tarde dessa quarta-feira (4). Falhas no fornecimento como a de ontem causam, todos os anos, prejuízos à população e acarretam enxurradas de reclamações contra a Enel Distribuição Ceará junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Segundo dados mais recentes do órgão, publicados no ano passado, a companhia recebeu, em 2015, quase 800 mil queixas.

As estatísticas incluem reclamações feitas em 1º nível, a partir dos canais de atendimento da própria distribuidora. Destas, mais de 90% envolveram problemas de interrupção do fornecimento. O levantamento traz, ainda, queixas realizadas à ouvidoria da empresa e à Aneel, que, juntas, somaram cerca de 13 mil ocorrências.

Sobre o apagão de ontem, a Enel não informou ao certo quantos locais foram atingidos. Pela internet, pessoas citaram a ocorrência de apagões nos bairros Autran Nunes, Goiabeiras, Jardim Iracema, Barra do Ceará, Bairro de Fátima, Bom Sucesso, Bom Jardim, Vila Velha, Mondubim, Canindezinho, Damas, Jóquei Clube, Itaperi, Conjunto Ceará, Presidente Kennedy, Parque Santa Rosa, Centro, São Gerardo, Quintino Cunha e Tabapuá, este último em Caucaia.

Pici

Em nota, a companhia afirmou que a queda de energia foi causada por uma falha na subestação do Pici. Segundo a Enel, o fornecimento foi normalizado em todas as áreas ainda na tarde de ontem. Em grande parte das regiões, a pane teve cerca de 10 a 20 minutos de duração, mas, mesmo no curto intervalo de tempo, causou transtornos à população.

Conforme a Autarquia Municipal de Trânsito (AMC), 100 semáforos ficaram apagados por conta da falha. O órgão informou que todos voltaram a funcionar quando a energia foi restabelecida. Avenidas como Bezerra de Menezes e Jovita Feitosa registraram sinais apagados.

No ano passado, o Ceará passou por dois apagões. No mês de junho, pelo menos 20 bairros da Capital foram atingidos pela pane, que durou cerca de 30 minutos. Em agosto, outra queda de energia afetou várias regiões do Estado, também por meia hora.

Decon

O assessor jurídico do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon-CE), Ismael Braz, destaca que os consumidores que tenham sido prejudicados, principalmente com a queima de eletrodomésticos, podem buscar ressarcimento na Enel. "O fornecimento de energia elétrica tem que ser realizado ininterruptamente porque é um serviço essencial. E a empresa tem que ter responsabilidade pela reparação dos danos causados ao consumidor", afirma.

Caso não consiga resolver o problema na empresa, o cliente deve procurar o Decon, onde será aberto um procedimento administrativo. Contudo, segundo Braz, a Enel possui um funcionário atuando junto ao Ministério Público Estadual (MPE) para tentar solucionar os problemas antes disso. "Nesse caso, o atendimento tem que ser de forma imediata. Se a Coelce pedir prazo ao consumidor para analisar, entendemos que não é possível", diz.

Sua voz no Facebook

Falha durou cerca de 20 minutos

Delbert Reategui

Jd Iracema, Montese e outros tb (sic) relataram falta de energia. Será q foi em toda a cidade? Eita, estamos em tempo de racionamento e a conta ainda chegando.

Wellington Rocha

No Autran Nunes faltou agora há pouco Ficou assim durante 20 min aproximadamente. Mas já retornou.

Rômulo Gomes

É só dar uma chuvinha que já falta energia ... Afff 

Diário do Nordeste


Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário