Namorada de traficante preso era orientada por WhatsApp como pesar e embalar crack



Uma mulher foi presa na tarde dessa segunda-feira, 7, suspeita de tráfico de drogas, em Limoeiro do Norte, distante 194 km de Fortaleza. Jéssika Ingridy da Silva negociava crack utilizando o WhatsApp, conforme a investigação da Polícia Civil, e foi detida quando aguardava para entregar o almoço do companheiro preso.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que a suspeita assumiu o papel de José Deusilanio Moura de Santiago ("Free Willy"), 26, no tráfico desde a prisão dele, em fevereiro deste ano.

Um celular foi apreendido com ´´Free Willy´´ em vistoria na cadeia de Limoeiro do Norte, no último mês de junho. No aparelho, a Polícia encontrou conversas dele com Jéssika sobre os procedimentos para embalar e pesar drogas.

"Ele explicava com detalhes como ela deveria agir para pesar e embalar o crack. Ela pesava a droga e tirava fotos para enviar para ele. Do outro lado da conversa, ele conferia a mercadoria e aprovava", disse o titular da Delegacia Municipal de Limoeiro do Norte, delegado Bruno Varela.

Com as provas, a Polícia solicitou mandado de prisão preventiva para o casal. Jéssika foi levada à Delegacia Regional de Limoeiro, onde foi autuada por tráfico de drogas e associação para o tráfico. "Free Willy" também foi autuado pelos crimes.

Fonte: O Povo


Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário