Sindicato denuncia esquema nas autoescolas do Cariri

Pelo menos oito autoescolas da Região do Cariri, entre Crato e Juazeiro do Norte, estão sendo denunciadas por falta de pagamento aos instrutores. A informação é do presidente do sindicato que representa a categoria no Estado do Ceará, Salgado Filho. Além da falta de pagamento, várias outras situações graves foram denunciadas, como esquema para burlar o processo e não realizar as aulas práticas com os alunos.

O instrutor Zilvanio Gomes de Souza contou que a situação se repete em quase todas as autoescolas de Juazeiro do Norte. Alguns instrutores estão com até três meses de salários e horas extras em atraso e se veem obrigados a tolerar a situação por medo de perder o emprego, como foi o seu caso. Ele contou que por reivindicar seus pagamentos acabou sendo demitido.

Em contato com o Sindicato dos Instrutores e Trabalhadores em Autoescolas do Estado do Ceará, o presidente explica que a situação é muito grave. Ele afirmou que a instituição está fazendo a sua parte, notificando os proprietários e ingressando com ações no Ministério Público do Trabalho. "Estamos notificando, mas tem proprietário de autoescola que pensa ser dono do mundo", conta Salgado Filho.

O presidente do sindicato se mostrou preocupado coma situação e destaca que estão retirando as condições de trabalho de quem forma os condutores. Disse ainda que a situação é acobertada pelo Detran. "O Detran deveria fiscalizar e não fiscaliza é conivente com a situação", denuncia.

Salgado filho contou ainda que existe um esquema de para burlar o sistema biométrico e assim alguns alunos não realizariam as aulas práticas. O que baratearia os custos para o dono das autoescolas. No início do mês de outubro o sindicato deve enviar representante à região para continuar a fiscalização e tentar regularizar a situação junto aos instrutores.
Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário