Dólar sobe com ação do BC e fraqueza do petróleo; Bolsa tem queda

A fraqueza nos preços do petróleo e mais uma ação do Banco Central no câmbio impulsionam o dólar ante o real neste primeiro pregão de agosto. A moeda americana é negociada na casa dos R$ 3,26.

O Ibovespa opera em leve baixa. Investidores aproveitam ainda para embolsar os ganhos das últimas sessões, depois de o principal índice da Bolsa paulista ter subido 11,22% em julho.

Os juros futuros têm queda mais acentuada nos contratos mais longos, enquanto o CDS (credit default swap) brasileiro, indicador de percepção de risco, recua.

Neste mês de agosto, os investidores monitoram a volta das atividades no Congresso Nacional, após o recesso parlamentar. "O noticiário político volta ao radar, com votações importantes já agendadas", escreve a equipe de análise da Lerosa Investimentos.

A Lerosa destaca que, além da governabilidade do governo Temer, as variações no Ibovespa tendem a acompanhar dois eventos importantes neste mês, que são as votações dos processos de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff e de cassação do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

DÓLAR 

A moeda americana à vista subia há pouco 0,56%, a R$ 3,260; o dólar comercial avançava 0,58%, a R$ 3,263.

Além da queda nos preços do petróleo, que se reaproximam do patamar de US$ 40 o barril por causa das preocupações em relação ao excesso de oferta, o câmbio reage a mais uma atuação do Banco Central no mercado.

O BC leiloou nesta manhã mais 10.000 contratos de swap cambial reverso, equivalentes à compra futura de dólares, no montante de US$ 500 milhões.

O estoque de swap cambial tradicional, que corresponde à venda de dólares no futuro, da autoridade monetária caiu para US$ 52,1 bilhões.

No mercado de juros futuros, o contrato de DI para janeiro de 2017 subia de 13,975% para 13,980%; o contrato de DI para janeiro de 2018 recuava de 12,830% para 12,810%; o DI para janeiro de 2021 caía de 11,980% para 11,930%.

O Boletim Focus, consulta do BC com economistas e instituições financeiras, mostrou que a previsão para a inflação neste ano se manteve em 7,21%, enquanto para 2017 a projeção recuou de 5,29% para 5,20%, abaixo da meta definida pelo CMN (Conselho Monetário Nacional), que é 4,5% com 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Para 2018, a inflação estimada é de 4,5%.

A projeção para a taxa básica de juros no fim deste ano subiu de 13,25% para 13,50%. Para 2017, foi mantida em 11%.

O CDS, espécie de seguro contra calote, caía 0,39%, aos 290,036 pontos.

BOLSAO Ibovespa caía há pouco 0,15%, aos 57.220 pontos, em meio à realização de lucros.

As ações da Petrobras perdiam 2,19%, a R$ 11,62 (PN), e 3,99%, a R$ 13,46 (ON). Após recuar nas três sessões anteriores, o petróleo Brent, negociado em Londres, subia 0,57%, a US$ 42,70 o barril; o petróleo tipo WTI, negociado em Nova York, caía 2,04%, a US$ 40,75 o barril.

Os papéis PNA da Vale ganhavam 0,79%, a R$ 15,13, mas os ON recuavam 0,27%, a R$ 18,45 (ON).

No setor financeiro, Itaú Unibanco PN caía 0,38%; Bradesco PN, +1,02%; Bradesco ON, +0,34%; Banco do Brasil ON, -0,28%; Santander unit, -1,91%; e BM&FBovespa ON, -1,57%.

EXTERIORNa Bolsa de Nova York, o índice S&P 500 ganhava 0,12%; o Dow Jones, +0,15%; e o Nasdaq, +0,68%. Os baixos preços do petróleo pressionavam os papéis do setor de energia, o que era compensado pela alta das ações do setor de biotecnologia.

Na Europa, a Bolsa de Londres caía 0,32%; Paris, -0,64%; Frankfurt, -0,14%; Madri, -0,69%; e Milão, -1,49%. O setor financeiro recuava, pressionado pelo mau desempenho dos bancos italianos no teste de estresse dos bancos europeus, divulgado na sexta-feira (29). O teste analisou como os bancos poderiam suportar um choque econômico teórico de três anos

Na Ásia, as Bolsas chinesas recuaram. A atividade do setor industrial na China surpreendentemente encolheu em julho, o que reforçou os receios de que a economia do país pode estar perdendo ritmo. Já o índice japonês Nikkei ganhou 0,40%.


Fonte:folhapress

Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário