EUA confirmam US$ 1,1 bilhão para combate ao vírus da zika no país

Os legisladores republicanos do Senado e da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos anunciaram nesta quarta-feira (22) um acordo para destinar US$ 1,1 bilhão para a luta contra o vírus da zika, número que a Casa Branca considera "insuficiente".

O presidente da Comissão de Orçamento da Câmara, o republicano Harold Rogers, anunciou o acordo durante declarações aos jornalistas nos corredores do Congresso.

O acordo resulta no consenso entre os conservadores de ambas câmaras que anteriormente tinham aprovado, cada uma por sua conta, projetos de lei para destinar ao combate contra o vírus da zika US$ 1,1 bilhão (Senado) e US$ 622 milhões (Câmara Baixa).

A diferença principal entre os dois textos, além do número, era que os fundos colocados pela Câmara Baixa estavam ligados a cortes no gasto público, enquanto o Senado acrescentaria esse financiamento ao déficit fiscal.

Enquanto isso, especialistas da saúde do governo americano consideram que US$ 1,9 bilhão é o valor necessário para controlar o mosquito Aedes aegypti, que transmite a zika e que está presente no sul do país, assim como para desenvolver vacinas e melhorar os diagnósticos.

Além disso, essa quantia será necessária para investigar o impacto do vírus em bebês e crianças, já que existe uma preocupação em torno do surto por seu suposto vínculo com a microcefalia e outros defeitos congênitos.

Fonte: EFE


Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário