Criança achada carbonizada foi morta em briga por videogame, diz polícia

Um rapaz de 15 anos foi detido suspeito de matar o menino de 11 anos encontrado carbonizado envolto em arame na manhã deste domingo (19) no Setor de Chácaras Santa Luzia, próximo ao Parque Nacional de Brasília. Segundo a Polícia Civil, os dois rapazes brigaram por um aparelho de videogame do tipo PlayStation.

Durante a briga, o jovem de 15 anos degolou a garganta da vítima, que foi jogada em um local onde queima-se lixo e foi coberta por um colchão velho, informou a corporação. O crime ocorreu no sábado (18) a cerca de cem metros da casa do suspeito.

Ainda de acordo com a polícia, o rapaz detido tem passagem por ato infracional análogo ao crime de roubo, cometido em maio. Ele foi encaminhado pelos policiais à Delegacia da Criança e do Adolescente após solucionarem o caso.

Próximo do local onde o corpo foi encontrado, a polícia achou vestígios de sangue em um barraco desocupado. O rapaz apreendido neste domingo é sobrinho do dono do barraco e era tratado como suspeito desde o início. Ele teria avisado moradores sobre o local onde estava o corpo.

Durante as investigações, o pai do adolescente detido foi autuado por carregar porção de crack. Ele foi liberado em seguida após assinar um termo em que se compromete a comparecer à Justiça.

G1
Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário