Ceará empata com Bragantino, segue no G4 e mantém paulistas na degola

Na noite desta terça-feira, o Ceará conquistou um empate por 1 a 1 contra o Bragantino no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, e se manteve no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe alvinegra caiu para a terceira posição, com 24 pontos, mas está a apenas quatro do líder Vasco. Já o Bragantino continua na zona de rebaixamento, em 17º, com 11 pontos.

Reestreando em sua quinta passagem por Bragança, o técnico Marcelo Veiga viu o Massa Bruta sair na frente logo aos 11 minutos com um gol de Gabriel Dias. No entanto, aos 23, o zagueiro Renan Diniz acabou marcando contra e fazendo 1 a 1.

O time da casa tenta a recuperação no sábado, às 16h, novamente no Nabi Abi Chedid, contra o Paraná Clube. No mesmo dia, às 19h30, o Ceará recebe o Bahia, no Castelão, em confronto direto pelo G4.

O jogo - A partida começou movimentada e aberta, com as duas equipes mostrando ímpeto em busca do gol. Aos 11 minutos, o Bragantino conseguiu sair na frente. Gabriel Dias aproveitou cruzamento da direita e tocou de cabeça para vencer o goleiro Éverson e inaugurar o marcador.

Mas a resposta foi rápida. Aos 23 minutos, Wescley cruzou da esquerda buscando Bill, mas o zagueiro Renan Diniz acabou tocando de cabeça contra a própria meta e concedendo o empate ao Ceará.

O Vozão cresceu na partida e passou a levar mais perigo ao gol. Aos 30 minutos, Marino arriscou uma bomba de longe e mandou à direita da trave defendida por Felipe.

O Bragantino voltou com os ânimos modificados para o segundo tempo e foi amplamente superior no começo. O goleiro Éverson foi exigido em diversas ocasiões. A primeira delas aos três minutos, quando Watson bateu de longe e ele fez grande defesa. Aos 10 minutos, o arqueiro fez mais uma intervenção em novo chute de Watson, na direita da área.

Após o ímpeto inicial do Braga, a partida ficou mais morna e perdeu em lances de perigo. O Ceará equilibrou as ações, mas não se mostrava muito desesperado para buscar a vitória. Do lado dos paulistas, era necessário atacar para conseguir os três pontos, mas faltava qualidade.

A última boa chance veio aos 39 minutos, quando Alemão recebeu na área, driblou a marcação e bateu cruzado, exigindo mais uma boa defesa do goleiro Éverson.

Gazeta Esportiva


Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário