Aumento de casos de AIDS em Juazeiro é preocupante

A cada semana são descobertos de três a cinco novos casos de AIDS/HIV em Juazeiro do Norte. A estatística é apenas um retrato da situação que o Ceará enfrenta. De janeiro até maio deste ano foram registrados mais de 120 novos casos e mais de 70 óbitos em decorrência da doença em todo o estado. O alto índice tem preocupado os profissionais da área da saúde que estão intensificando as campanhas junto à população.

O último boletim epidemiológico da Secretária da Saúde do Estado do Ceará (SESA) registra que, entre 1980 e 2014, 4916 pessoas morreram no Ceará por conta da doença. O surgimento de novos casos também preocupa. Segundo a SESA, nos últimos nove anos foram notificados mais de oito mil casos. Para dar suporte aos soropositivos, o estado conta, hoje, com 24 Serviços de Assistência Especializada (SAE) em HIV/ AIDS distribuído em 11 municípios.

No SAE de Juazeiro do Norte, atualmente 920 pessoas recebem acompanhamento. O serviço atente pacientes de Barbalha, Caririaçu, Missão Velha, Jardim, Granjeiro e do próprio município. O local conta com uma equipe multiprofissional em saúde formada por infectologistas, enfermeiros e psicólogos, além de assistentes sociais e advogados. O serviço conta, ainda, com a realização de testes rápidos e a dispensa de medicamentos antirretrovirais e preservativos.

De acordo com Ronildo Oliveira, diretor do programa DST/AIDS de Juazeiro do Norte "hoje, temos mais de 500 pessoas do município em tratamento e de três a cinco novos casos chegam até o SAE semanalmente. A nossa preocupação é porque um número bem superior é soropositivo e não sabe, ou às vezes sabe, mas prefere não iniciar o tratamento. Temos feito várias campanhas educativas a fim de mudar essa realidade em nosso município e consequentemente no Ceará", finaliza.

Mais informações:
Serviço de Atendimento Especializado - Juazeiro
(88) 3517-2300

Fonte: Jornal do Cariri
Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário