Pesquisa mostra que 56% dos homens ignoram sinais de problemas na micção

Sua maneira de urinar é normal? Para 56% dos homens entre 40 e 55 anos, a resposta é “não”, mas isso não é reconhecido como um problema por eles. De acordo com um levantamento inédito no país feito pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) com apoio da empresa Astellas Farma, esse é o percentual de brasileiros que ignoram os sintomas do trato inferior urinário — ou Luts, na sigla em inglês —, que podem indicar uma série de alterações na saúde.

Segundo o urologista Fernando de Almeida, professor livre-docente da Escola Paulista de Medicina, o normal é a bexiga conseguir armazenar de 300ml a 400ml de xixi, e a urina sair rapidamente, em um jato forte.

— Qualquer coisa diferente disso precisa ser investigada. Os Luts surgem de maneira lenta e progressiva. Muitas vezes, a pessoa se acostuma aos sintomas, achando que são naturais da idade, e não percebe que precisa buscar ajuda — diz o médico, que também é membro do Departamento de Urologia Feminina da SBU.

Os Luts atingem homens e mulheres e podem surgir em qualquer fase da vida. No entanto, são mais comuns após os 50 anos e alcançam o pico de incidência depois dos 60, segundo o urologista Carlos Sacomani, diretor de comunicação da SBU. A entidade lançou a campanha “Dúvida tem cura”, para orientar a população sobre o problema.

— Nossa intenção é esclarecer que os Luts não têm origem só em alterações da próstata, mas da bexiga também. Seja qual for a causa, há tratamento, que pode ser medicamentoso ou cirúrgico — afirma Carlos Sacomani.

- Os Luts afetam a qualidade de vida do paciente ao comprometer a realização de atividades físicas, impor a necessidade de ir ao banheiro com frequência (o que atrapalha uma ida ao cinema, por exemplo) e aumentar o risco de infecção urinária, já que a urina pode ficar mais tempo retida na bexiga.

- Em casos mais leves de Luts, o paciente precisa fazer apenas acompanhamento médico com mudança de hábitos de vida, como evitar o consumo excessivo de líquidos, perder peso ou melhorar o funcionamento do intestino. Controlar o diabetes e outras doenças endocrinológicas também é importante.

- É mito a ideia de que a hiperplasia benigna da próstata, uma das causas de Luts em homens, está relacionada a câncer. Trata-se de um aumento natural da glândula com o avanço da idade. Alguns homens passam por esse processo mais intensamente, o que leva à obstrução da uretra.

- Em geral, a próstata de um homem aos 25 anos pesa 25 gramas. Aos 50, o peso é de 40 a 45 gramas, mas há indivíduos cuja glândula atinge cerca de 80 gramas.

- O tratamento da hiperplasia benigna da próstata é cirúrgico: é feita uma raspagem na glândula, para retirar a parte que obstrui a uretra. O procedimento não deixa o homem impotente, mas compromete a ejaculação em cerca de 40% dos casos.

- Estudos epidemiológicos revelam que Luts atingem 71% dos homens a partir dos 40 anos de idade.

Fonte: EXTRA
Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário