"Foram os piores dias da minha vida", diz Mara Maravilha sobre "A Fazenda"

Fora da final de "A Fazenda 8", nesta terça-feira (8), Mara Maravilha não quis sequer acompanhar o desfecho do programa pela televisão.

"Estou indignada, decepcionada, desgastada. A verdade é que eu fui artista até o segundo tempo. Quando teve a prorrogação, eu já não aguentava mais ser artista, ali era a Eliemary [nome verdadeiro da cantora]. Foi aí que veio a estafa", contou ela em entrevista.

Nona eliminada do programa, Mara retornou ao confinamento no último domingo (6) para a festa com todos os participantes. "Voltar lá, com aquelas mesmas pessoas, as mesmas provocações, aquilo me fez reviver tudo. Foram os piores dias da minha vida. O desrespeito deles, do próprio Douglas. Ele xingava os ninjas [produção do reality], eles quebravam os equipamentos da Record".

Conforme noticiado pelo site Notícias da TV, a apresentadora deu três tapas em Douglas Sampaio durante a confraternização. "Fiquei nervosa, tinha tomado um medicamento e caí na asneira de beber uma taça de champanhe e eu não bebo. Já não era para eu estar cumprindo compromissos, estou medicada, não poderia ter ido, mas como sou muito profissional, fui", justificou Mara.

Em nota divulgada em seu Facebook, Mara alegou que os tapas que deu em Douglas foram falsos. "O que tenho a dizer é que estes supostos tapas, suposta agressão, não passaram também de mais um fake. Isto mesmo fui atriz, "tapinha técnico", existe beijo técnico e tapa técnico", escreveu.

Mara declarou que a cena foi uma "brincadeira de mau gosto". "Não estou me isentando do meu erro, mas não foi essa agressão toda que estão falando, que ficou marca no rosto. Na televisão, as coisas ficam maiores do que são", disse.

Mara disse ainda estar chateada com a possibilidade de Douglas derrotar Luka Ribeiro e Ana Paula Minerato na final e sair com o prêmio de R$ 2 milhões do reality. "Torço pela Minerato, mas acho que o mal vai vencer", afirmou.

Apesar do desgaste emocional, Mara disse ter ficado feliz com a popularidade que ganhou por sua exposição no reality show. A apresentadora, no entanto, disse que esperava mais reconhecimento da Record por estar há tantos anos na televisão.

"O fato de ser a Record que é uma casa que é o do mesmo grupo de onde é a minha fé [Igreja Universal] fez as pessoas dizerem que eu era protegida, que eu ia ganhar. "Sempre soube que eu não era protegida, mas não imaginava que seria massacrada", concluiu.

Fonte: UOL
Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário