Casal coloca geladeira em calçada para alimentar quem precisa

Uma iniciativa pioneira na Região do Cariri tem chamado atenção na cidade do Crato. Um casal de pernambucanos que mora na cidade há algum tempo colocou uma geladeira na calçada de seu estúdio fotográfico para doar água, sucos e gêneros alimentícios a quem precisa.

Breno e Cecília Rocha tiveram a ideia quando viram a geladeira em prática no estado de Goiás. Há uma semana ela permanece sempre abastecida em frente ao Crato Tênis Clube. 

Chamado de Geladeira Solidária, a ideia é totalmente colaborativa. Breno conta que, de início, pessoas foram muito negativas à proposta afirmando que a geladeira seria roubada. 

“O pessoal está respeitando bastante. Pessoas que, no momento, não tenham condições financeiras e não têm condições de comprar uma água, eles podem abrir a vontade a geladeira e consumir aquilo que venha a sanar sua necessidade naquele momento. Quem quiser abastecer é só vir aqui que tem todas as instruções adesivadas na geladeira”, destaca Breno Rocha.

O coletor de lixo Carlos José de Souza comemorou a colocação da geladeira, o que foi feito na calçada do número 1303A da Rua Coronel Antonio Luiz, em frente ao Crato Tênis Clube. “A gente está trabalhando numa rua dessas aí não se empalha em outro local, vai na geladeira pega uma água, uma fruta”, diz o Gari.

Cecília afirma que o povo cratense tem sido muito fraterno mesmo em tempos de crise. Ela lembra-se da Multiplicação dos pães contada nos Evangelhos para citar a colaboração de várias pessoas em deixar a geladeira abastecida.

“Às vezes a gente sai daqui e quando volta a geladeira está bem abastecida. Hoje de manhã eu tive que tirar alguns alimentos da geladeira porque ela não estava rendendo de tanto alimento que tinha”, pondera Cecília.

Para o casal, a geladeira solidária é um gesto bem simples que pode ser feito por outras pessoas em outros pontos da cidade. Basta uma pesquisa na internet para percebermos grupos de pessoas que buscam dicas para implantar a ideia em suas cidades.

Para que ela funcione, precisa, entre outras coisas, ser colocada em um ponto comercial para evitar roubos ou mesmo alterações em alimentos. 
Fonte: Miseria.com.br
Share on Google Plus

About Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário