Últimas Noticias

Cariri

Esportes

ÚLTIMOS POSTS

Há 27 anos partia o Rei do Baião, Luiz Gonzaga

Em 2 de agosto de 1989, aos 77 anos de idade, partia deste mundo aquele que foi o maior expoente da música popular brasileira e um dos maiores ídolos imortalizado no coração dos Nordestinos através das suas composições. Luiz Gonzaga do Nascimento, nascido em 13 de dezembro de 1912, na fazenda Caiçara, em Exu – Pernambuco, segundo dos nove filhos do casal Januário José dos Santos e Ana Batista de Jesus (Santana). 

O Filho do velho Sanfoneiro Januário ainda jovem em Exu, cantava e tocava nos forrós e sambas das redondezas as mesmas canções que seu pai. Na década de 1940 viajou para o Rio de janeiro, onde começa a tocar sanfona em bares e casas de shows para de ganhar a vida.

A primeira música gravada foi em 1945, "Dança Mariquinha"(Luiz Gonzaga/Miguel Lima), não tendo muita repercussão. Antes, em 1944, a música " Xamego"(Luiz Gonzaga/Miguel Lima) foi a primeira a ser gravada por outro artista, interpretada pela cantora Carmem Costa, que possuiu um relativo sucesso. Já "Dezessete e Setecentos", interpretada pelo Rei da embolada Manezinho Araújo, houve uma certa aceitação.

As composições: Penerô Xerém, Dezessete e Setecentos, Cortando o pano, foram produções em que o artista tentou emplacar durante a década de 40/50.

Grande instrumentista, popularizou ritmos como baião, o xote e o xaxado. As músicas" No meu pé de Serra" (Luiz Gonzaga/ Humberto Teixeira) e " Asa Branca" que deram expressividade ao pernambucano. A música Baião foi sucesso em todo país. Gonzaga já era visto como "o maior sanfoneiro do Nordeste, e até do Brasil".  Na década de 60 grava também a composição A Triste Partida de Patativa do Assaré.

O músico recebera troféus e homenagens pela sua trajetória de sucesso; recebeu pela RCA o primeiro disco de platina de sua carreira, com o LP Forró de Cabo a Rabo, lançado em 1986. Em junho de 1989, Luiz Gonzaga sobe pela última vez num palco, com o auxílio de uma cadeira de rodas, no teatro Guararapes no Centro de Convenções no Recife. Ao lado de Dominguinhos, Gonzaguinha, Alceu Valença e vários outros amigos e parceiros, e desobedecendo a ordens médicas. Luiz Gonzaga morreu no dia 2 de agosto de 1989, às 05h15 vítima de uma parada cardiorrespiratória, no Hospital Santa Joana, em Recife, onde dera entrada há quarenta e dois dias. Seu corpo foi velado na Assembleia Legislativa do Estado e o Governo de Pernambuco decretou luto oficial por três dias. 

Como legado, Luiz Gonzaga deixou mais de 40 discos gravados e inúmeros sucessos da música popular Brasileira. Em 13 de dezembro de 1989, foi inaugurado em Exu por Domiguinhos e Gonzaguinha o Museu do Gonzagão.O artista é homenageado ainda em documentários, filmes (Gonzaga de pai pra filho) em músicas, livros, xilogravuras e na literatura cordel também.

Na Região do Cariri, Luiz Gonzaga é lembrado na zona rural do  Crato através de um museu criado por um garoto de dez anos. Pedro Lucas Feitosa, em 2013 na casa da sua bisavó um museu em homenagem ao seu ídolo. No local estão expostos vários discos contam a história do artista além de objetos antigos que retomam o tempo em que Luiz Gonzaga viveu no Sertão.

Saudades do GONZAGÃO

Já na cidade natal do musico, Exu, Instituições como a Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Desportos; Organização não Governamental Flor de Mandacaru e Projeto Asa Branca, além de realizarem atividades no município de valorização da cultural local, solicitaram à ALEPE (Assembleia Legislativa de Pernambuco) a inclusão dos festejos "Saudades do Gonzagão", celebrado no dia 2 de agosto, no Calendário de Festas do Estado de Pernambuco. Estes eventos homenageiam Luiz Gonzaga na sua cidade local, e buscam manter viva as manifestações culturais, através da dinamização da economia local gerando de renda e o desenvolvimento do turismo local.

De acordo com o secretario de cultura do município, Cicero Marcelino, existe a necessidade de fortalecer estes eventos culturais juntamente ao Estado, para que além da realização de shows culturais sejam inseridos oficinas, seminários, teatro e programações diversas na dinâmica do evento. O evento "Viva Gonzagão" entrou recentemente no Calendário Festivo do Estado pela Lei nº 15.745/2016.

Fonte: Miseria

Nasa vai explorar asteroide que, em 2135, pode atingir a terra

Um asteroide chamado Bennu pode um dia atingir a terra. É possível que ele guarde o mistério da origem da humanidade.

Descoberto em 1999, o 101955 Bennu tem aproximadamente 500 metros de diâmetro e orbita o sol a uma velocidade de 100 mil quilômetros por hora. Infelizmente, a órbita do asteroide coincide com a do  planeta terra a cada 6 anos, o que significa que ele pode, um dia, colidir com a terra.

"A aproximação [do asteroide com a terra] no ano 2135 ajustará a órbita de Bennu, potencialmente colocando-o em curso de colisão com a terra naquele século", diz Dante Lauretta, professor de Ciência Planetária na Universidade de Arizona.

Para se preparar melhor para este evento potencialmente apocalíptico, a Nasa, a agência especial dos Estados Unidos, enviará uma nave espacial Osiris-Rex para coletar uma amostra do asteroide.

"[A missão] é a chave para a nossa busca por produtos orgânicos no Bennu", disse Lauretta, de acordo com um comunicado da Nasa.

Mas a missão é mais do que evitar Armageddon. De acordo com Lauretta, a missão Osiris poderia ajudar a humanidade a compreender melhor suas próprias origens.

"Acreditamos Bennu é uma cápsula do tempo desde os primórdios de nosso sistema solar", disse Lauretta ao canal ABC News. "Assim, a amostra pode potencialmente conter respostas para uma das perguntas fundamentais que os seres humanos fazem: "de onde viemos, qual a nossa origem?".

Por enquanto, não há nenhuma razão de pânico. O Bennu tem apenas uma chance em 2.700 de colidir com a terra entre 2175 e 2196.

Da Agência Sputnik Brasil

Dólar sobe com ação do BC e fraqueza do petróleo; Bolsa tem queda

A fraqueza nos preços do petróleo e mais uma ação do Banco Central no câmbio impulsionam o dólar ante o real neste primeiro pregão de agosto. A moeda americana é negociada na casa dos R$ 3,26.

O Ibovespa opera em leve baixa. Investidores aproveitam ainda para embolsar os ganhos das últimas sessões, depois de o principal índice da Bolsa paulista ter subido 11,22% em julho.

Os juros futuros têm queda mais acentuada nos contratos mais longos, enquanto o CDS (credit default swap) brasileiro, indicador de percepção de risco, recua.

Neste mês de agosto, os investidores monitoram a volta das atividades no Congresso Nacional, após o recesso parlamentar. "O noticiário político volta ao radar, com votações importantes já agendadas", escreve a equipe de análise da Lerosa Investimentos.

A Lerosa destaca que, além da governabilidade do governo Temer, as variações no Ibovespa tendem a acompanhar dois eventos importantes neste mês, que são as votações dos processos de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff e de cassação do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

DÓLAR 

A moeda americana à vista subia há pouco 0,56%, a R$ 3,260; o dólar comercial avançava 0,58%, a R$ 3,263.

Além da queda nos preços do petróleo, que se reaproximam do patamar de US$ 40 o barril por causa das preocupações em relação ao excesso de oferta, o câmbio reage a mais uma atuação do Banco Central no mercado.

O BC leiloou nesta manhã mais 10.000 contratos de swap cambial reverso, equivalentes à compra futura de dólares, no montante de US$ 500 milhões.

O estoque de swap cambial tradicional, que corresponde à venda de dólares no futuro, da autoridade monetária caiu para US$ 52,1 bilhões.

No mercado de juros futuros, o contrato de DI para janeiro de 2017 subia de 13,975% para 13,980%; o contrato de DI para janeiro de 2018 recuava de 12,830% para 12,810%; o DI para janeiro de 2021 caía de 11,980% para 11,930%.

O Boletim Focus, consulta do BC com economistas e instituições financeiras, mostrou que a previsão para a inflação neste ano se manteve em 7,21%, enquanto para 2017 a projeção recuou de 5,29% para 5,20%, abaixo da meta definida pelo CMN (Conselho Monetário Nacional), que é 4,5% com 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Para 2018, a inflação estimada é de 4,5%.

A projeção para a taxa básica de juros no fim deste ano subiu de 13,25% para 13,50%. Para 2017, foi mantida em 11%.

O CDS, espécie de seguro contra calote, caía 0,39%, aos 290,036 pontos.

BOLSAO Ibovespa caía há pouco 0,15%, aos 57.220 pontos, em meio à realização de lucros.

As ações da Petrobras perdiam 2,19%, a R$ 11,62 (PN), e 3,99%, a R$ 13,46 (ON). Após recuar nas três sessões anteriores, o petróleo Brent, negociado em Londres, subia 0,57%, a US$ 42,70 o barril; o petróleo tipo WTI, negociado em Nova York, caía 2,04%, a US$ 40,75 o barril.

Os papéis PNA da Vale ganhavam 0,79%, a R$ 15,13, mas os ON recuavam 0,27%, a R$ 18,45 (ON).

No setor financeiro, Itaú Unibanco PN caía 0,38%; Bradesco PN, +1,02%; Bradesco ON, +0,34%; Banco do Brasil ON, -0,28%; Santander unit, -1,91%; e BM&FBovespa ON, -1,57%.

EXTERIORNa Bolsa de Nova York, o índice S&P 500 ganhava 0,12%; o Dow Jones, +0,15%; e o Nasdaq, +0,68%. Os baixos preços do petróleo pressionavam os papéis do setor de energia, o que era compensado pela alta das ações do setor de biotecnologia.

Na Europa, a Bolsa de Londres caía 0,32%; Paris, -0,64%; Frankfurt, -0,14%; Madri, -0,69%; e Milão, -1,49%. O setor financeiro recuava, pressionado pelo mau desempenho dos bancos italianos no teste de estresse dos bancos europeus, divulgado na sexta-feira (29). O teste analisou como os bancos poderiam suportar um choque econômico teórico de três anos

Na Ásia, as Bolsas chinesas recuaram. A atividade do setor industrial na China surpreendentemente encolheu em julho, o que reforçou os receios de que a economia do país pode estar perdendo ritmo. Já o índice japonês Nikkei ganhou 0,40%.


Fonte:folhapress

Vendas no varejo encolhem 4,1% em junho ante junho/2015

As vendas no comércio varejista brasileiro tiveram queda de 4,1% em junho ante junho de 2015, de acordo com o relatório MasterCard SpendingPulse. A queda média dos últimos três meses foi de 4,5%, uma melhora em relação à média do primeiro trimestre do ano (-5,3%).

Dos sete setores considerados na pesquisa divulgada nesta segunda-feira (1), quatro tiveram desempenho acima do índice cheio em junho: artigos farmacêuticos, material de construção, supermercados e vestuários. Por outro lado, os segmentos de móveis/eletrodomésticos, artigos de uso pessoal e doméstico e combustíveis ficaram abaixo da média geral. O e-commerce subiu 1,7% em julho ante o mesmo mês do ano passado.

"O ambiente econômico permanece desafiador, com o aumento do desemprego e fraco crescimento da massa salarial. A inflação também manteve-se elevada, o que contribui para a erosão do poder de compra dos consumidores. Continuamos a esperar que o varejo brasileiro venha a se deteriorar um pouco mais nos próximos meses, mas talvez em um ritmo mais lento do que antes", afirmou Kamalesh Rao, diretor de pesquisa econômica na MasterCard Advisors.

Embora seja considerada uma das principais datas do comércio brasileiro, o Dia dos Namorados não ajudou muito neste ano. As vendas na semana que antecedem a data caíram 4,1% na comparação com igual período do ano anterior.

O SpendingPulse é um indicador macroeconômico que informa sobre gastos no varejo nacional e o desempenho do consumo. O relatório é baseado nas atividades de vendas na rede de pagamentos MasterCard, juntamente com as estimativas para todas as outras formas de pagamento, incluindo dinheiro e cheque. O relatório, bem como as previsões de tendências de gastos, não refletem ou se relacionam com o desempenho operacional e financeiro da MasterCard. 

 

Fonte:estadao


Tecnologia e Games

Entretenimento

POLÍTICA

 
Copyright © 2015 Juazeiro Fm 105,9
Hospedado por: Volume Designer Sites